Lista de Filmes Premiados – 33ª Mostra

COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES – FICÇÃO

Melhor Filme: “Voluntária Sexual” (Coréia do Sul), de Kyeong-Duk Cho
Melhor Diretor: Andreas Arnstedt, por “Os Dispensáveis” (Alemanha)
Melhor Ator: Andrè Hennicke, de “Os Dispensáveis” (Alemanha)

COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES – DOCUMENTÁRIO

Melhor Filme: “O Inferno de Clouzot” (França), de Serge Bromberg e Ruxandra Medrea
Menção Honrosa: “Abraço Corporativo” (Brasil), de Ricardo Kauffman

PRÊMIO ITAMARATY

Prêmio Especial – Homenagem pelo Conjunto da Obra: Paulo César Saraceni
Melhor Curta-Metragem: “Insone”, de Marília Scharlach e Marina Magalhães
Melhor Documentário em Longa-Metragem: “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez
Menção Honrosa para Documentário: “Pixo”, de João Wainer e Roberto T. Oliveira
Melhor Longa-Metragem de Ficção: “Antes Que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo

PRÊMIOS DO PÚBLICO

Melhor Longa-Metragem Brasileiro: “Carmo”, de Murilo Pasta
Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: “Abraços Partidos” (Espanha), de Pedro Almodóvar e “O Último Dançarino de Mao” (Austrália), de Bruce Beresford
Melhor Documentário em Longa-Metragem Brasileiro: “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez
Melhor Documentário em Longa-Metragem Estrangeiro: “Tom Zé – Astronauta Libertado” (Espanha), de Ígor Iglesias Gonzáles
Prêmio da Juventude: “Saída à Nado” (Suécia), de Måns Herngren

PRÊMIO DA CRÍTICA

Melhor Longa-Metragem Estrangeiro: “Ninguém Sabe dos Gatos Persas” (Irã), de Bahman Ghobadi
Melhor Longa-Metragem Brasileiro: “O Sol do Meio-Dia”, de Eliane Caffé

PRÊMIO AQUISIÇÃO CANAL BRASIL (Curtas-Metragens)

“O Príncipe Encantado”, de Sérgio Machado e Fátima Toledo

PRÊMIO QUANTA (Prêmio em serviços de iluminação)

Melhor Documentário em Longa-Metragem: “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez
Melhor Longa-Metragem de Ficção: “Antes Que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo

PRÊMIO TELEIMAGE (Prêmio em serviços de finalização)

Melhor Curta-Metragem: “Insone”, de Marília Scharlach e Marina Magalhães
Melhor Documentário em Longa-Metragem: “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez
Melhor Longa-Metragem de Ficção: “Antes Que o Mundo Acabe”, de Ana Luiza Azevedo

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Trilha Sonora do filme Adam, de Max Mayer

por Aninha Pellegrini

Adam_soundtrack-1

Lançada nos EUA pela gravadora Nettwerk, a trilha sonora do filme Adam, de Max Mayer, tem uma essência indie pop com uma forte pegada folk. Sem dúvida, uma das trilhas sonoras mais bonitas do ano. Vale conferir:

“A Friendly Face” Flipper Dalton
“Gone Away” Lucy Schwartz
“Someone Else’s Life” Joshua Radin
“Plastic Flowers” The Hiders
“Into The Light” The Alexandria Quartet
“Beautiful Day” Miranda Lee Richards
“When You Find Me” Joshua Radin e Featuring Maria Taylor
“Can’t Go Back Now” The Weepies

1 Comment

Filed under 33ª MostraSP

All Tomorrow’s Parties

por Aninha Pellegrini

all tomorrow

No ano em que completa 10 anos, o festival de música All Tomorrow’s Parties (criado por Barry Hogan – Belle & Sebastian em 1999) é retratado por meio de documentário produzido por mais de 200 pessoas, dentre músicos, frequentadores, organizadores e patrocinadores (“All Tomorrow’s People) e por Jonathan Caouette, ator e diretor americano que também produziu Tarnation, exibido na 28ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Interessante notar que o documentário foi editado a partir de vários formatos de filmagem (Super8, gravações de celulares, Camcorder, etc.)

Com entrevistas e imagens de mais de 30 bandas (que vão de Nick Cave a Animal Collective e de Portishead a Grizzly Bear) o documentário traz muita música alternativa, demonstrando a criatividade e o “way of life” de seus músicos e frequentadores.

O festival é realizado na Inglaterra, em uma cidade litorânea, durante a baixa temporada, e traz música alternativa em campos de mini-golfe e chalés, sempre com a organização sendo entregue pelos seus idealizadores para uma banda ou para um artista. A banda brasileira Cansei de Ser Sexy tocou no festival organizado pelos Breeders.

Muito interessante pelas músicas e pelos depoimentos dos artistas.

Não é à toa que as exibições estiveram lotadas do público “indie” paulistano. Parecia um esquenta pré Funhouse.

Músicos/artistas do documentário:

Belle And Sebastian / Grizzly Bear / Sonic Youth / Battles / Portishead / Daniel Johnston / Grinderman / David Cross / Animal Collective / The Boredoms / Les Savy Fav / Mogwai / Octopus Project / Slint / The Dirty Three / The Yeah Yeah Yeahs / The Gossip / GZA / Seasick Steve / Iggy And The Stooges / A Hawk And A Hacksaw / Fuck Buttons / Micah P Hinson / Two Gallants / Akron/Family / Jah Shaka / Saul Williams / Shellac / Patti Smith / John Cooper Clark / Lightning Bolt / Roscoe Mitchell / The Mars Volta.

Leave a comment

Filed under 33ª MostraSP

Saída a Nado

por Aninha Pellegrini

saida a nado

Mans Herngren, Suécia

Fredrik é um solteiro desempregado que tem uma filha com quem não se relaciona bem. A mãe de sua filha recebe uma proposta de emprego, e tem que se mudar às pressas para Londres. Fredrik é convencido a ficar com a filha até que a mãe se instale por lá.

Depois da despedida de solteiro de um de seus amigos, Fredrik descobre sua paixão pelo nado sincronizado, e decide participar com seus amigos do Campeonato Mundial de Nado Sincronizado para Homens em Berlim. Para isso, além de convencer seus amigos, Fredrik terá que treiná-los.

Fredrik passa então a contar com a ajuda de sua filha. Enquanto ela o ajuda a treinar a equipe, o relacionamento entre eles fica cada vez mais próximo.

Inúmeras situações inusitadas e engraçadas ocorrem até a apresentação no Campeonato Mundial, incluindo uma participação especial na Parada Gay da Suécia.

O filme garante muitas risadas e foi uma ótima surpresa da programação no dia de hoje !!!

Leave a comment

Filed under 33ª MostraSP

O Arquiteto

por Aninha Pellegrini

o arquiteto

Filme de Ina Weisse, Alemanha.

Georg Winter é um arquiteto bem-sucedido que mora em Hamburgo com sua esposa e seus dois filhos. Em um dia de trabalho ele recebe um telefonema de Hannah (amiga de infância) dizendo que sua mãe falecera.

No dia do funeral, ele e sua família partem para uma cidade no interior da Áustria, onde sua mãe morava, e onde Georg cresceu. Lá, a família de Georg descobre que ele tem um filho com Hannah, de quem foi amante no passado.

A partir daí desenrola-se o desequilíbrio esperado, e as relações entre a família de Georg, que já não iam bem (tanto por conta das circunstâncias, como pelas personalidades e esquisitices de cada um deles) ficam cada vez piores.

Filme que retrata a frieza absoluta nas relações interpessoais, com uma paisagem absolutamente gélida. Tipicamente alemão.

Leave a comment

Filed under 33ª MostraSP

Huacho

por Aninha Pellegrini

huacho

Filme de Alejandro Fernández Almendras, Chile.

O título do filme, “Huacho”, significa “bastardo” “filho sem pai”, mas também pode significar “abandonado”, “deixado de lado”.

O filme conta a história de uma família chilena que vive na zona rural próxima à cidade de Chillan. Numa casa bem simples vivem Clemira e Cornélio, pais de Alejandra e avós de Manuel, filho de Alejandra.

O filme mostra um dia na vida de cada um dos familiares, com um estilo narrativo que apresenta um personagem de cada vez: A avó de Manuel, com seus afazeres domésticos, e com a produção de queijos, que são vendidos por ela mesma à beira da “Routa 5”; A mãe de Manuel, que trabalha e cozinha numa fazenda próxima, que recebe turistas.; Manuel, em seu percurso longínquo até a escola, e sua rotina com seus colegas estudantes; Por fim o avô de Manuel, que, já cansado, faz manualmente cercas que delimitam as propriedades vizinhas à sua casa.

A câmera acompanha cada um desses personagens muito proximamente, frequentemente com a visão de suas nucas, de forma a quase a transferir ao espectador tudo o que lhes cerca.

O filme mostra como essa família é discriminada e praticamente abandonada pela vida moderna, por serem moradores e trabalhadores das zonas rurais. São filhos bastardos da modernidade (a avó tem dificuldade para vender seus queijos pois o preço dos mesmos na cidade grande é mais barato, Manuel não consegue jogar vídeo-game com os amigos, não tem dinheiro para o fliperama, sua mãe devolve um vestido recém comprado para poder pagar a conta de energia elétrica, etc.).

De forma muito simples e sensível, o filme nos mostra as dificuldades, carências, fraquezas, dúvidas e sonhos desses familiares moradores da zona rural, permeando a desigualdade e as desvantagens da tradição em relação à modernidade.

Leave a comment

Filed under 33ª MostraSP

O Guarda-Roupa e as Músicas de 500 Dias com Ela

por Aninha Pellegrini

Ok. Já postamos aqui no blog que gostamos do filme 500 Dias com Ela. Não resistimos, no entanto, e decidimos fazer um post especialmente dedicado ao guarda-roupa e às musicas do filme.

S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-I-S.

Primeiro, as músicas. Soundtrack do filme:

1. “A Story of Boy Meets Girl” – (Mychael Danna and Rob Simonsen)
2. “Us” – (Regina Spektor)
3. “There Is A Light That Never Goes Out” – (The Smiths)
4. “Bad Kids” – (Black Lips)
5. “Please, Please, Please Let Me Get What I Want” – The Smiths
6. “There Goes The Fear” – (Doves)
7. “You Make My Dreams” – (Hall & Oates)
8. “Sweet Disposition” – (The Temper Trap)
9. “Quelqu’un M’a Dit” – (Carla Bruni)
10. “Mushaboom” – (Feist)
11. “Hero” – Regina Spektor
12. “Bookends” – (Simon & Garfunkel)
13. “Vagabond” – (Wolfmother)
14. “She’s Got You High” – (Mumm-Ra)
15. “Here Comes Your Man” – (Meaghan Smith)
16. “Please, Please, Please Let Me Get What I Want” – (She & Him)

Agora, as roupas. Summer tem um dos guarda-roupas mais fofos do cinema atualmente. É bem vintage, cheio de referências 50s e 70s, com muitos acessórios e cabelos incríveis. Voilá !

Ah, atentem também para o guarda-roupa de Tom (Joseph Gordon-Levit). Modernérrimo

As fotos são todas do site Imdb.

01

 

02

03

0405

 

(www.imdb.com)

3 Comments

Filed under 33ª MostraSP