Filmes do dia 24.10 – 35 Doses de Rum, Sequestro e 500 dias com ela

por Aninha Pellegrini

35 DOSES DE RUM, de Claire Denis, França

TOKYO!, de Michel Gondry, Leos Carax e Bong Joonh-Ho, França, Japão, Coréia do Sul e Alemanha

SEQUESTRO, de Wolney Atalla, Brasil

500 DIAS COM ELA, de Marc Webb, EUA

35 DOSES DE RUM ****

 35-doses-de-rum

Melhor filme do dia, sem dúvida.

35 Doses de Rum é um filme absolutamente sensível e sutil, dirigido pela francesa Claire Denis, que dirigiu também “Chocolate”, “Desejo e Obsessão” e “Ten Minutes Older: The Cello”.

É uma homenagem ao cineasta japonês Yasujiro Ozu e ao seu filme “Pai e Filha” (1949).

O filme se passa no subúrbio de Paris, e tem como foco principal a relação de dependência e intimidade entre um pai viúvo e sua filha.

Lionel (Alex Descas) é maquinista de trens na periferia de Paris, e mora com sua filha Josephine (Mati Diop), estudante de antropologia, num conjunto habitacional de maioria negra, como eles.

Lionel perdeu sua esposa há muito tempo, e criou sua filha sozinho. Josephine vai à faculdade, mas o foco de sua vida são as tarefas domésticas e todos os demais cuidados com o pai. Os fortes laços que os unem são enfatizados por meio do respeito e do carinho que se atribuem.

No mesmo conjunto habitacional moram Gabrielle, uma taxista que parece ser apaixonada por Lionel, e Noé, um jovem viajante cujos pais morreram há pouco tempo, e que é apaixonado por Josephine.

Algumas cenas demonstram as inquietudes e incertezas que o futuro representa para Lionel – dentre elas as cenas recorrentes dos trilhos sobre os quais trafegam os trens do subúrbio de Paris, e suas inúmeras bifurcações.

Conforme o filme evolui fica cada vez mais claro o medo que Lionel tem de ser deixado por sua filha, mas também fica cada vez mais claro que esse momento está muito próximo.

Interessante notar que em nenhum momento do filme a diretora Claire Denis apresenta conclusões ou desfechos. Com sutileza e maestria, a diretora corta as sequências sem impedir que o espectador compreenda o que se pretende.

Destaque para uma cena linda e inesquecível do filme, em que Lionel, Josephine, Gabrielle e Noé estão em um bar, e dançam ao som de Night Shift, dos Commodores.

É um filme que foca as relações humanas com muita sensibilidade. Emocionante!

SEQUESTRO*

 sequestro3

Documentário que acompanhou durante quatro anos o dia-a-dia e o trabalho da Divisão Anti-Sequestro da Polícia Civil de São Paulo.

Como obra audiovisual, não há novidade ou emoção alguma.

É importante, no entanto, por demonstrar o trabalho que vem sendo realizado pelo DAS, que teve como resultado a queda acentuada no número de seqüestros na cidade de São Paulo.

500 DIAS COM ELA ***

 500diascomela_1

Filme totalmente “indie” fofo. A história conta os 500 dias que Tom passou com Summer, após apaixonar-se por ela. Ele é um escritor de cartões comemorativos, cheio de estilo, com bom gosto musical, e que acredita no amor. Summer é linda e cativante, e foi contratada para ser assistente de seu chefe. O problema é que Summer não acredita no amor.

A estrutura do filme é bastante original. A forma como é contada, para frente e para trás, prende o espectador para saber o que, afinal, aconteceu no 500º dia.

Muitas referências mais do que “pop”. Vale assistir!

Advertisements

Leave a comment

Filed under 33ª MostraSP

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s